segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Untitled #00



Olha só, meu amigo, não sou de ladainhas, também não sou de chamar as pessoas de “meu amigo”. Acho falso. Mas dessa vez tem propósito, quero usar essa expressão ­- que não por acaso exala falsidade - para lhe explicar umas coisas. Você é humano, amigo. E humano caga, igual a um animal. Humano também fede, talvez até pior que um animal. Humano come porcaria, fica doente e pode apodrecer igual a fruta passada se não for cuidado. Humano é isso, é algo sensacional e inacreditável, mas é podridão também.  E podridão credível. Igual a aquele lixo que você tira da sua casa toda terça, quinta e sábado e bota na rua para o caminhão recolher, não tem? É isso! Você e eu e sua mãe e seu padrasto e seus amigos e o cachorro e todo mundo.

Vou continuar lhe chamando de amigo, ok? Porque é dessa forma que se diz muita frieza com um filtro de pureza morna para enganar algumas mentes. Mas saiba que não me sinto melhor usando essa expressão. Vamos lá, continuo. Um dia você me disse que é difícil viver. Concordo. Viver é pior que jogar Resident Evil em Playstation 1 na fase final onde não se resolve mais nada e você tem 10 anos de idade e não sabe o que fazer. É mais complicado que qualquer série de luta contra o extermínio da raça humana. É tudo isso sim. Mas, sabe aquela hora em que você aperta o “Start”, vai na geladeira, encontra suco natural bem gelado e bebe? Não dá uma sensação estranha, uma espécie de algo revigorante? Só quero dizer que isso também é viver. Pode ser fácil se a gente deixar. 

Não pense que todas as vezes que jogo meu corpo na cama e fecho os olhos, consigo pensar com otimismo na minha rotina. Não existem rotinas boas o suficiente para nós humanos. Tem dias que durmo com o pessimismo mais feroz que o mundo inteiro já sentiu. Tem dias que descanço com um toque de violão pairando na minha mente, onde tudo faz sentido. É como os mais velhos dizem a todo o tempo para justificar tudo ao nosso redor, há dias e dias. Mas, não há sorte, tá bom?

Então aceite isso, amigo. É uma bosta ser sempre o inconformado. Fica até meio chato. É por isso que você precisa sempre lembrar-se que somos a melhor invenção de todos os tempos da face da terra, mas também somos podres, nojentos, ruins e nada perfeitos. Equipare dentro de sua mente todas essas nossas características...boas e ruins, porque ninguém aguenta só os bem feitores ou só os carrascos. Misture tudo. Lembre e esqueça-se de tudo a todo o momento. Viva bem assim. Porque viver não é uma escolha sua, é uma imposição – a não ser que você queira se matar e acabar com tudo, o que acho improvável – então só tente amadurecer, ser um pouco melhor. E ‘fudemo-nos’ todos juntos essa vida.

Magalli Souza Lima

Um comentário:

  1. "Equipare dentro de sua mente todas essas nossas características...boas e ruins, porque ninguém aguenta só os bem feitores ou só os carrascos. Misture tudo." <3

    ResponderExcluir