quarta-feira, 25 de julho de 2012

Há tempos não apareço aqui. Não por falta de tempo, nem por falta de vontade. Acho que travei, andei lendo demais, quando leio e passo a amar alguns escritores, não consigo escrever, fico apenas mergulhando nas obras e me imaginando ser tão foda quanto eles na escrita.

Continuo morando no segundo/terceiro andar. Segundos/terceiros andares perseguem minha família. Estamos sempre no alto, sempre olhando as pessoas de uma perspectiva superior. Mas isso só se aplica à moradia. E temos uma longa varanda com rede de dormir e passarinhos por perto. Muito inspiradora. Mas as ruas aos arredores são paradas, monótonas, cheias de velhas  e velhos ranzinzas que implicam com os barulhos daqui de casa. Resumindo: Varanda linda, mas não pode usá-la para confraternizações com amigos bêbados e música alta. 

Continuo morando com meus amores, mas não trago novos amores. Apenas aqueles que não sabem que são meus amores. Não por falta de coragem. Por falta de vontade de dizer mesmo. Viro amiga e pronto, já é o suficiente para ver as palavras burras que soltam de vez em quando e os pensamentos tolos que voam das cabeças deles. Enfim, e a vida segue, com uma rotina menos dura e mais viva.