quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Chato pra caralho

Mais um ano começou. Fique atento. Saiba que se você ainda não tem planos, não é a hora de dizer que este será o "seu" ano. Planos só começam quando outros acabam, é uma continuidade. Se você ainda está no primeiro, então não seja tão seguro de si, apenas dedique a sua vida para que ele dê certo, senão, não haverá uma sequência digna a seguir. Contudo, o ano pode ser bom mesmo sem planos. Apenas, se deixe levar. Não seja um imbecil perdido na vida. Seja um perdido procurando viver.


Não diga baboseiras do tipo "vou aprender com os meus erros", quem diz isso, é porque, deveras, não aprendeu nada com as merdas que fez e, provavelmente, continuará a fazê-las. E não espalhe para os quatro cantos que vai excluir certas pessoas do seu ciclo social. Se você realmente quisesse fazer isso, pararia de jogar indiretas pelas redes sociais e encararia a pessoa de frente. A covardia do século XXI é mais do que vergonhosa. 


Se você se sente um idiota no meio de alguns amigos, então assista a filmes, leia livros, escute música e escreva. Escrever para si mesmo é a melhor das terapias. Mas converse. Converse com seu amigos, com sua mãe, com pessoas não tão próximas. Com o tempo, você vai se conhecer melhor. E se a meta da sua vida é encontrar um amor, então nunca desista. Mas, lembre-se, existem tantas formas de amor, milhares delas, aprenda a reconhecê-las.


Saiba entender a particularidade das pessoas, elas não são iguais. E pare de procurar defeito nos outros. Se uma relação não vai bem, mesmo com esforços, não tente provar que a outra pessoa tem problemas ou está errada. Apenas aceite que pessoas com rumos diferentes na vida, nem sempre conseguem se entender.  E principalmente, cresça, não pare no tempo. Imaturidade, falta de noção e blá blá blás cansam!

Saiba reconhecer quando você está sendo um filho da puta ou um sacana. E se  você quer saber a verdade, eu não acredito que ninguém comece o ano seguindo uma lista de coisas a serem feitas e coisas a serem deixadas para trás.  Nós todos nem sabemos com o que iremos lidar. Na melhor das hipóteses, não siga regras.  E sim, quando você escolhe não seguir regras, você está, na verdade, seguindo uma regra.







Magalli Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário