sexta-feira, 4 de junho de 2010

O que eu não preciso mais entender

De algum tempo pra cá venho desacreditando em muitas coisas, coisas que não são concretas, que nunca se viu antes e nem sabemos se existe. Tento enxergar com outros olhos o que me certa, essa sociedade me assusta, hábitos mais radicais a cada dia, e eu apenas acompanho silenciosa o que acontece. E como acontece depressa! Tudo está tão rápido, só sabemos que existe uma divisão entre o certo e o errado não há um meio termo, não existe algo que seja certo e errado ao mesmo tempo. A única coisa que eles acreditam é: Há alguém nos vigiando 24 horas e este alguém nos julgará no final das contas.

O problema é esse, sempre ouvimos a palavras: JULGAMENTO. Nunca analisamos o porque deste julgamento, e tenho pra mim que no fim das contas a humanidade estará errada, desde os que se sentam todos os dias num banco de uma igreja até os que saem todos os finais de semana para a diversão precisa. Não acredito mais que existe alguém que nos julga a vida inteira, acredito que existe alguém que nos AJUDA a vida inteira - É esse o meu novo ponto de vista!




Ass: Magalli Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário